Carro… conhecendo a bateria automotiva!

BATERIAS CHUMBO-ÁCIDA :

Caracterizam-se por apresentarem placas formadas por substâncias derivadas de CHUMBO e como eletrólito, solução de ácido sulfúrico.

As peças ou componentes de uma bateria chumbo-ácida são:

PLACAS POSITIVAS :
Também chamadas de ânodos, apresentam-se como matéria ativa o óxido de chumbo (PbO) e quando carregada eletricamente transformam-se em dióxido de chumbo (PbO2) com uma coloração castanho claro.
Essa massa ativa é fixada em uma grade metálica de chumbo-liga, oferecendo uma boa resistência mecânica e uma boa condução da eletricidade.

PLACAS NEGATIVAS :
Também chamadas de cátodos, apresentam-se como matéria ativa o óxido de chumbo (PbO) e um agente expansor quando carregadas eletricamente, transformam-se em chumbo esponjoso (Pb)0 com uma coloração cinza metálico.
Essa massa ativa é fixada em uma grade metálica de chumbo-liga, oferecendo uma boa resistência mecânica e uma boa condução da eletricidade.

SEPARADORES:
Os separadores são fabricados de um material isolante, de baixa resistência ôhmica, anti-ácido e micro poroso.
Tem por finalidade reduzir ao mínimo a resistência interna dos elementos e a distância entre as placas.

Os separadores são colocados entre as placas positivas e negativas para evitar o contato direto e não permitir o curto circuito e ao mesmo tempo mantendo um certo espaço entre as placas.
Os filetes dos separadores devem estar voltados para as placas positivas evitando o contato direto, devido a alta oxidação das mesmas.
O material empregado deve ter boa condutância eletrolítica.

RECIPIENTES:
Geralmente são construídos de plásticos, ebonite, vidro. Também definidos como caixas ou monoblocos.
Este material deve ter boa isolação elétrica e resistência ao impacto, as tampas e rolhas devem ser providas de válvulas que permitem o escape dos gazes gerados no processo normal das baterias.

CONEXÕES:
São peças metálicas, tem por finalidades interligar as células de uma bateria.
Normalmente, são chamadas de conectores ou travessas, o material, mais usado é o chumbo e o mesmo deve ter uma seçâo (espessura) que não rompa ao fechar curto-circuito na bateria

ELETRÓLITO:
É uma solução de ácido sulfúrico diluída em água destilada ou desmineralizada.
O eletrólito utilizado varia em sua densidade de 1.100 à 1.260 g/cm2, dependendo do tipo de bateria, as condições de serviços e da temperatura ambiente.

Fonte: http://www.fazfacil.com.br/manutencao/carro-conhecendo-bateria/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *